domingo, 23 de maio de 2010

Arievaldo Viana Poeta E Incentivador Da Cultura Popular Nordestina



Eis aqui, mais um orgulho da nossa Cultura Popular Nordestina, que o “A Arte Do Meu Povo” tem o prazer de trazer para você conhecer mais. Arievaldo Viana, dentre outras funções é Poeta Popular e um apaixonado incentivador da nossa Cultura.Tanto que é dele o projeto, muito interessante, do Cordel na Sala de Aula.
Muitos são os sites falando de Arievaldo Viana, mas preferí o wikipedia para pescar as seguintes palavras sobre ele:




Arievaldo Viana Lima (nasceu no dia 18 de setembro de 1967, em Quixeramobim, CE), é um poeta popular, radialista, ilustrador e publicitário brasileiro. É o criador do projeto Acorda Cordel na Sala de Aula, que utiliza a poesia popular na alfabetização de jovens e adultos, adotado pela Secretaria de Educação, Cultura e Desporto de Canindé - CE. Em 2000, foi eleito membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, na qual ocupa a cadeira de nº 40, patronímica de João Melchíades Ferreira. Arievaldo tem alguns trabalhos escritos em parceria com outros poetas como Pedro Paulo Paulino, Jota Batista, Klévisson Viana, Gonzaga Vieira, Zé Maria de Fortaleza, Manoel Monteiro da Silva, Rouxinol do Rinaré e Marco Haurélio. Já lançou cerca de 50 folhetos e tem três livros publicados: O Baú da Gaiatice, São Francisco de Canindé na Literatura de Cordel e Mala da Cobra - Almanaque Matuto. Entre eles uma biografia sobre o grande poeta popular Leandro Gomes de Barros.”



E com vocês... a “História da Rainha Ester” do Poeta da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Arievaldo Viana Lima.

Supremo Ser Incriado
Santo Deus Onipotente
Manda teus raios de luz
Ilumina a minha mente
Para transformar em versos
Uma história comovente.

Falo da vida de Ester
Que na Bíblia está descrita
Era uma judia virtuosa
E extremamente bonita
Por obra e graça divina
Teve venturosa dita.

Foi durante o cativeiro
Do grande povo Judeu
Um rei chamado Assuero
Naqueles tempos viveu
E com o nome de Xerxes
Na História apareceu.

O rei Assuero tinha
Pelo costume pagão
Um harém com muitas musas
As mais belas da nação
Mas era a rainha Vasti
Dona do seu coração...


Os interessados na continuação por favor acessem:
http://www.ablc.com.br/popups/cordeldavez/cordeldavez008.htm




O Trem Metropolitano na Palma da sua Mão
Arievaldo Viana


Eu carrego o ofício
De poeta popular
Em toda a parte que chego
Me destino a conversar
A procura de um tema
Que sirva pra versejar

Apolo, Deus dos poetas
Sabendo este meu dom
Mandou-me as musas aqui
E delas ouvindo o som
Viajei para São Paulo
Só para saber se é bom

De fato, fui a São Paulo
E gostei muito, lhes digo
Pois na estação do Brás
Encontrei um velho amigo
Que levou-me a um passeio
Livre de qualquer perigo

Falamos primeiramente
Do bom clima paulistano
Em seguida embarcamos
Num trem metropolitano
Foi esta a melhor viagem
Que eu fiz naquele ano






Porque o Metrô Paulista
Percorre grande extensão
Em vinte duas cidades
Há trens em operação
Ali, quase todo bairro
Possui uma estação

E assim nós prosseguimos
Em nossas conversações
Quando meu dileto amigo
Deu-me exatas dimensão:
- A CPTM tem
Noventa e uma estações!

Vi diversos operários
Nessa mesa condução
Imigrantes da Itália,
De Portugal, do Japão
Viajando no Metrô
Orgulho desta nação

Lá eu vi pernambucano
Gaúcho e amazonense,
Potiguar, paraibano,
Capixaba e paraense,
Vi mineiro e carioca
Baiano e paranaense

Gente de todo o Brasil
Também do exterior
Camelô, comerciante,
Metalúrgico, soldador
Viajam todas as classes
Do operário ao doutor

São milhares de pessoas
Que pegam diariamente
Essa boa condução
Veloz e eficiente,
Que por um preço acessível
Transporta bem nossa gente

Então, com pouco dinheiro
E livre de aperreio
Você corta a Capital
Paulista de meio a meio
Ali, tudo que eu vi
Me fez gostar do passeio





A Companhia Paulista
De Trens Metropolitanos
Nasceu de uma fusão
Que juntou os trens urbanos
CBTU e FEPASA
Se uniram noutros planos

Agora a CPTM
É a empresa que conduz
Noventa e uma estações
Aonde o Metrô reluz
De todas, a mais antiga
É a estação da Luz

Rapidez e segurança
Atendimento padrão
O nosso Metrô garante
Para qualquer cidadão
Diminuindo acidentes
E a própria poluição

De Metrô você evita
Alguns aborrecimentos:
Os acidentes de trânsito,
Os congestionamentos,
Que a linguagem popular
Chama "engarrafamentos"

Do Brás passamos por Bresser
Belém e Tatuapé
Sempre na Linha Vermelha
Depois voltamos pra Sé
Ponto central do Metrô
Onde tomamos café

Liberdade e São Joaquim
Foi nosso novo roteiro
O Metrô chegou veloz
Na estação de Vergueiro
E de lá nos prosseguimos
Direto pra Brigadeiro

Vários tipos de bilhetes
São vendidos na estação
Unitário, Múltiplo Dois
Que apresenta redução
No preço, pois dá direito
A duas viagens, então

Tem ainda o Múltiplo Dez
Que vale por dez passagens
Com preço bem acessível
Se faz diversas viagens
Ideal para quem vai
Conhecer novas paragens

Idoso ou deficiente
No Metrô é bem tratado
Ali o jovem estudante
Tem direito assegurado;
Tem bilhete especial
Também pro desempregado

Num folheto que me deram
Tive exata explicação
Todo o mapa do Metrô
Estação por estação
Intitulado: "O METRÔ
NA PALMA DA SUA MÃO"

Saí da Linha vermelha
E passei pra Linha Azul
Quando a gente se diverte
O tempo corre taful
E assim cortei São Paulo
Leste, Oeste, Norte e Sul

Entrando na Linha Verde
Fui até Consolação
Em perfeita segurança
Sem me lembrar de ladrão
Conversando alegremente
Isso é que é distração

Pra quem já andou de jegue
Rural, jipe e caminhão
De ônibus superlotado
De camelo, de avião
Eu garanto que o Metrô
É a melhor condução

Quatro horas da manhã
Já é grande a multidão
Vai até a meia-noite
Grande movimentação
Que o total de usuários
Calcula-se em um milhão

Um milhão todos os dias
Eis o cálculo aproximado
De pessoas que utilizam
Esse transporte "arretado"
Garanto que eu só queria
Dez por cento do apurado

Com isso eu estava arrumado
E com a vida segura
Iria viver somente
Da minha Literatura
Eu sei que é tanto dinheiro
Que chega me dá gastura!

Mas, voltemos as belezas
Do meu passeio de trem
Vi luzes que pareciam
A estrela de Belém
Se você não acredita
Vá lá, conferir também

De São Paulo eu gostei
Do Metrô e da garoa
Eu quando gosto, elogio,
Não digo palavra à toa
É por isso que afirmo
Que São Paulo é terra boa

Agora eu posso dizer
Que sou um "pião rodado"
Por isso assim que cheguei
No Ceará, meu Estado
Fiz um relato completo
Neste folheto rimado

Por telefone, Correio
Ou Caixa de Sugestões
Você pode sugerir
Obter informações,
Também com supervisores
Em todas as estações

Aconselho a nossa gente
Do Nordeste, Sul e Norte
Sudeste ou Centro-Oeste
Zelar bem esse transporte
Símbolo da inteligência
De um povo bravo e forte





Dentre os seus cordéis, destacam-se:



1 - A MULHER FOFOQUEIRA E O MARIDO PREVENIDO

2 - A RAPOSA E O CANCÃO

3 - AS PROEZAS DE BROCA DA SILVEIRA

4 - ATRÁS DO POBRE ANDA UM BICHO

5 - BRASIL - 500 ANOS DE RESISTÊNCIA POPULAR

6 - ENCONTRO COM A CONSCIÊNCIA

7 - ENCONTRO DE FHC COM PEDRO ÁLVARES CABRAL

8 - GALOPE PARA PATATIVA E CASTRO ALVES

9 - HISTÓRIA COMPLETA DO NAVEGADOR JOÃO DE CALAIS

10 - HISTÓRIA DA RAINHA ESTER

11 - JERÔNIMO E PAULINA - O PRÊMIO DA BRAVURA

12 - LUIZ GONZAGA O REI DO BAIÃO

13 - O BATIZADO DO GATO

14 O CASAMENTO DA RAPOSA COM O TIMBU

15 - O CRIME DAS TRÊS MAÇÃS

16 - O DIVÓRCIO DA CACHORRA*

17 - O PRÍNCIPE NATAN E O CAVALO MANDINGUEIRO

18 - PELEJA DA CACHORRA CANTADEIRA COM O MACACO EMBOLADOR*

19 - PELEJA DE ZÉ LIMEIRA COM ZÉ RAMALHO DA PARAÍBA

20 - PREZEPADAS DE SEU LUNGA COM UM CASAL DE CABORÉS*

21 - APRENDEU ANDAR DE MOTO, MAS NÃO SABIA PARAR **

22 - SE O CLONE FOR APROVADO, VOU MANDAR FAZER O DELA ***

23 - PELEJA DE PEDRO TATU COM FRANCINET CALIXTO ***

24 - ZÉ LIMEIRA PSICOGRAFADO ***

25 - O HOMEM DA VACA E O PODER DO INFORTÚNIO

26 - RODOLFO E LEOCÁDIA - A FORÇA DO SANGUE

27 - ROMANCE DA MOÇA QUE NAMOROU COM UM PAI DE CHIQUEIRO

28 - ROMANCE DE LUZIA HOMEM

29 - UM DIA DE ELEIÇÃO NO PAÍS DA BICHARADA

30 - UM PAGODE NO INFERNO OU A NOVA LOURA DO CÃO

* Folhetos escritos em co-autoria com Klévisson

** Folhetos escritos em parceria com Jota Batista

*** Parceria com Pedro Paulo Paulino





"E VIVA A ARTE DO MEU POVO!!!"

6 comentários:

  1. Poeta! passei a gostar muito mais de cordel, quando convivi com você numa simples oficina, em Mossoró, na feira do livro.
    João Neto

    ResponderExcluir
  2. Querido cordelista adorei seus cordéis!Comecei a adorar cordéis você é um ótimo cordelista como eu estou fazendo um trabalho sobre os cordelistas quase que eu não te escolho porque tinha um outro na sua frente mas como eu vi a sua história eu te escolhi e eu tenho certesa que esse meu trabalho vai ficar uma maravilha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. ...Gostei muito ! Comecei a adorar cordéis vc é um ótimo cordelista , Parabéns pelo seu Trabalho!

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. gostei muito dos seua cordeis...............

    ResponderExcluir